Plantar sementes de liderança de causa e uma visão do mundo de empreendedorismo a jovens em início de carreira, formando lideranças com preocupações sustentáveis que podem e devem projetar e conduzir novas respostas para um mundo radicalmente novo. Esse é o propósito do Visionários, startup que desenvolveu um programa de educação e pré-aceleração em empreendedorismo social. A empresa tem uma parceria com a FIAP, uma mais principais referências acadêmicas em tecnologia e inovação no Brasil.

Desse acordo, nasceu o programa FIAP & Visionários CUP, que faz parte dos cursos de Administração e Gestão de TI desde o início de 2016. “No ano passado, cerca de 250 alunos formaram grupos que foram orientados e desafiados a propor campanhas de crowdfunding para cinco organizações sem fins lucrativo: Doutores da Alegria, Teto, Tucca, Banco de Alimentos e Casa do Zezinho.  As melhores propostas foram selecionadas e rodadas seguindo nossa metodologia e tendo auxílio do time Visionários”, conta Lilo Chachamovits, fundador e CEO do Visionários.

“Trata-se de um grande projeto que proporcionou aos alunos uma aprendizagem real de empreendedorismo social. E foi só o começo. A FIAP quer prolongar a parceria com o Visionários e ter muitas conquistas juntos”, ressalta Claudio Carvajal, professor e coordenador na FIAP. “Nossa tese de impacto é inserir impacto sócio-ambiental positivo em atividades e processos que não necessariamente geram isso. E começamos levando isso para a formação de novas startups e para o ambiente acadêmico“, explica Lilo.

“Tivemos resultados muito relevantes na primeira edição, entre eles o projeto Zezinho Gamers, em que foi envolvido o Gabriel Fallen, um dos e-gamers mais famosos do mundo. Ele fez uma transmissão live de um jogo dele através da twitch.tv, no Dia das Crianças, convidando as pessoas que estavam vendo a doarem. Em uma hora e meia de jogo foram arrecadados R$5,3 mil de mais de 400 doadores. Dezenas de milhares de pessoas assistiram à transmissão ao vivo.”, ressalta Lilo. A organização beneficiada com o projeto foi a Casa do Zezinho, espaço de oportunidades de desenvolvimento para crianças e jovens que vivem em situações de alta vulnerabilidade social.

Há mais de 30 organizações no portfólio do Visionários que foram e são beneficiadas. Falando em número, os cincos projetos desenvolvidos pelos alunos em 2016 arrecadaram aproximadamente R$17 mil para as organizações. “O projeto foi enriquecedor para todos, pude viver e empreender com todos do meu grupo de forma bem intensa”, ressalta Thiago Costa, Participante do FIAP & Visionários CUP 2016.

E, para dar continuidade à missão do Programa FIAP & Visionários CUP de combinar de diferentes maneiras empreendedorismo e mudança social, nesse mês foi iniciada a segunda edição da iniciativa. O projeto é feito nas turmas de Administração e GTI e vale nota. Neste ano são quatro turmas, no total, que vão criar e executar campanhas de financiamento coletivo para o Instituto MetaSocial, que há mais de 20 anos desenvolve ações junto à mídia para promover a inclusão social. Através do slogan ‘Ser Diferente é Normal’, o Instituto mostra as potencialidades de todas as pessoas, independentemente de suas limitações, levando a sociedade a ver que todos possuem o mesmo valor humano e, por isso, merecem ser tratadas com respeito e dignidade.

Além do projeto com a FIAP, Visionários está desenvolvendo, atualmente, um programa com a fintech Trigg, desafio que segue os mesmos padrões, envolvendo tecnologia para educação e pré-aceleração em empreendedorismo social. O Triggers powered by Visionários está em fase inicial, tendo recebido quase 500 inscrições em pouco mais de 20 dias. São na grande maioria jovens, motivados pela ideia de aprender mutuamente com organizações e experientes mentores a criar negócios sociais.