[ EMPREENDEDORISMO: O FUTURO PASSA POR AQUI ]

 

A atual conjuntura social e econômica é uma oportunidade para estimular a inovação e o desenvolvimento de uma cultura de iniciativa e de empreendedorismo.

A crise econômica e financeira de 2008 levou a uma acentuada diminuição dos níveis de investimento, com consequências significativas para as empresas e para as pessoas, ao nível da criação de postos de trabalho, do rendimento disponível e do poder de compra. Muito embora comecemos a ver sinais animadores, como revelam os mais recentes números divulgados pela Comissão Europeia e pelas autoridades portuguesas, importa olhar para a economia nacional e encontrar novas respostas sustentáveis, novos projetos e novas possibilidades.

O desempenho da economia está intrinsecamente associado ao investimento – o que, se não promovido, condiciona o crescimento e a competitividade, fragiliza a captação de investimento estrangeiro e, consequentemente, a balança comercial. É, pois, premente a necessidade de colocar a economia no caminho da recuperação. Foi, aliás, nesse contexto, e procurando eliminar os obstáculos ao investimento, que a Comissão Juncker lançou o Plano de Investimento, traçado para três anos (2015 a 2017), plano esse que visa mobilizar, neste período, pelo menos 315 mil milhões de euros de fundos públicos e privados e, sobretudo, criar um ambiente favorável ao investimento.

No entanto, para se usufruir ao máximo das oportunidades criadas pelo Plano de Investimento é necessário e urgente cultivar um verdadeiro espírito de empreendedorismo, estimulando o desenvolvimento de ideias e criando espaço para a sua implementação. A atual conjuntura social e económica deve ser encarada como uma oportunidade para inspirar os cidadãos e para estimular a inovação e o desenvolvimento de uma cultura empreendedora, que potencie não só a criação de emprego, mas também a produtividade, condições imprescindíveis para o crescimento da economia.

Atenta a esta realidade, e consciente de que Portugal se está a tornar, cada vez mais, um país de empreendedores, a Comissão Europeia em Portugal tem vindo a desenvolver, nos últimos anos, o projeto “Bolsa do Empreendedorismo”, que visa a promoção de uma cultura empreendedora e qualificada através de uma forte componente formativa. A edição de 2017 já está a decorrer e todos aqueles que possuam uma ideia de negócio poderão, até 26 de fevereiro, apresentar a sua candidatura ao concurso “Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam”, a primeira fase da iniciativa, através do endereço http://www.bolsadoempreendedorismo.pt/.

Mais do que um mero concurso de ideias, esta iniciativa pretende ajudar os bons projetos a chegar ao mercado. Além disso, procura que esses bons projetos assentem em bases sólidas, dotando os empreendedores de conhecimentos técnicos em diversas áreas.

O caminho para enfrentar os atuais desafios do mercado de trabalho numa economia global e para projetar a cultura empreendedora do país – não só a nível nacional, mas também, e sobretudo, internacional – passa pela capacitação e preparação dos nossos empreendedores. O concurso “Elevator Pitch – IdeiasQueMarcam” pretende ser um passo neste sentido.

Fonte: publico.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.