[ ALAVANQUE O DESEMPENHO DE SUA EMPRESA ]

Falar em expansão e crescimento, na atual conjuntura econômica que nos impõe a recessão, inerentemente restritiva, cáustica e mordaz, que suplantou para todos nós um amplo arcabouço de oportunidades e possibilidades, além de ser muito complicado, sem dúvida nenhuma nos remete a certa sensação de alienação com relação às condições financeiras do mercado. Afinal, como é possível crescer, na verdade até mesmo prosperar, diante das atuais circunstâncias? Na verdade, quem tem uma empresa, e conseguiu manter-se exatamente como estava, sem diminuir, reduzir, ou demitir, foi capaz de realizar uma formidável façanha, impraticável para a grande maioria.

A resposta para esta pergunta, no entanto, é que é possível crescer, sim. Dentro de determinados limites. Porém, um desafio ainda maior do que crescer, é ser capaz de manter sua empresa do tamanho de suas ambições. Se você alcançar os resultados planejados, conseguirá mantê-los? Afinal, não adianta absolutamente nada expandir a sua empresa se posteriormente você perder clientes – porque não teve capacidade logística para atendê-los, ou porque seus clientes estão enfrentando ruína financeira – e invariavelmente se ver obrigado a enfrentar as consequências de um crescimento mal planejado. O crescimento de uma empresa implica em custos maiores. Quanto maior for a sua empresa, mais custos ela terá. Portanto, você deve ter um faturamento compatível, e que, evidentemente, lhe proporcione os devidos rendimentos. Para tanto, você deve calcular na ponta do lápis quais são os objetivos pretendidos, quanto eles custarão, e se será viável manter este crescimento. Você é capaz de conseguir clientes permanentes? Ou apenas clientes temporários? Dependendo do produto que você vende, ou do serviço que você oferece, talvez não consiga atender clientes de forma permanente. Isso não significa que você não deva expandir. Não obstante, todo e qualquer crescimento deve ser realizado com muito planejamento e cautela. Não faça nada às pressas, nem de forma improvisada. O sucesso de uma empreitada depende muito de decisões corretas. E tomar as decisões corretas às vezes requer muito planejamento. E planejamento requer tempo. Lembre-se: se em circunstâncias normais o planejamento e a cautela se fazem muito necessários, então mais ainda diante das atuais circunstâncias que estamos vivendo, e que tornou nosso país refém de uma estagnação econômica corrosiva, sofrível e exasperante.

A especificidade das suas metas, e os resultados que você busca, podem ser definidos em um diagrama de valores. Para isso, você pode até mesmo organizá-los em uma planilha do excel, mais ou menos da seguinte maneira:

Objetivos

Como alcançá-los
Custo
Retorno do investimento
A – Valores

B – Em quanto tempo

Despesas Totais
Lucro
A – Esperado

B – Obtido

O crescimento na verdade é sempre uma possibilidade, contanto que as metas sejam realistas, e em especial, levando em consideração os fatores externos da atual conjuntura econômica. Conrad Hilton, fundador da cadeia de Hotéis e Resorts Hilton, que atualmente possui mais de quinhentos e setenta hotéis em oitenta e quatro países, começou o seu negócio em 1919. Dez anos depois, ele não permitiu que seu negócio, então em fase de expansão e crescimento, fosse comprometido pela crise de 1929, que ocorreu com o colapso da Bolsa de Valores de Nova Iorque. Embora fosse de fundamental importância adaptar-se ao mercado para atender a uma população de menor poder aquisitivo, ele procurou ver na crise oportunidades, e não adversidades. Na verdade, Conrad Hilton adaptou-se tão bem, que foi capaz de prosperar mesmo diante da crise, embora ele tenha sofrido perdas catastróficas, das quais, posteriormente, se recuperou.

Expansão e crescimento são atitudes audaciosas, mas ambas requerem matemático e meticuloso planejamento. E é necessário enfatizar, como mencionado acima, a necessidade de metas realistas. Quanto mais realistas forem os objetivos, maiores as probabilidades de sucesso. Objetivos extravagantes, estupendos e grandiloqüentes devem ser prontamente descartados, a menos que se qualifiquem como planos de longo prazo, que podem ser divididos em tarefas menores, extremamente alcançáveis. Mas não se culpe, nem se martirize, se os resultados não ocorrerem exatamente da maneira como você planejou. O mercado tornou- se tão instável, errático e imprevisível, que devemos aprender a jamais contar com o êxito, a não ser que este de fato aconteça. E ainda assim, devemos trabalhar arduamente para mantê-lo. Uma vitória deve ser seguida de uma comemoração, e depois, de trabalho, trabalho e mais trabalho. Não devemos nunca ficar embriagados pelo gosto do sucesso. Ele tende a ir embora muito rápido. Devemos vislumbrar cada êxito como o patamar para mais uma oportunidade, sempre que possível.

Fonte: Jornal do Empreendedor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.